Sua empresa está em dia com a contabilidade?

 

Sua empresa está em dia com a contabilidade?

contabilidade

No último ano, não foram poucas as mudanças em questões fiscais e contábeis definidas pelo Governo.

O projeto do eSocial, por exemplo, já está em andamento e vem sendo adotado por algumas empresas desde o começo de 2018. Também conhecido como Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, ele institui um sistema único por meio do qual empregadores devem fornecer diversos dados a respeito de seus funcionários, de maneira padronizada. Ou seja, informações referentes a contribuições à previdência social, FGTS, folhas de pagamento, dentre outros, passarão a estar reunidas em um só lugar.

Outro exemplo a ser destacado é o da Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais, a chamada EFD-Reinf, por meio da qual é possível enviar ao governo o faturamento fiscal da empresa. Parte do SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) e também em vigor a partir do ano de 2018, a ideia é que a Escrituração e o eSocial possam se complementar. Agora, no entanto, ela deve ser entregue todo dia 15 de cada mês, em vez de no dia 20.

Mas, como todas essas modificações são capazes de afetar a contabilidade da sua empresa? Leia o texto para entender melhor por que mantê-la em dia e para saber mais sobre os inconvenientes aos quais você pode estar suscetível, caso não esteja zelando por ela.

Qual a importância de se manter em dia com as obrigações contábeis?

Questões fiscais, trabalhistas e tributárias. Tudo isso elaborado e registrado sob forma de diversos relatórios, documentos e declarações. Por mais que muitas pessoas não saibam, a contabilidade na verdade é, por lei, uma obrigação das pessoas jurídicas. E isso não é à toa: acontece, justamente, porque ela é de suma importância para o crescimento de uma empresa.  

Registrar e gerir valores e transações realizadas, independentemente do tamanho do empreendimento, além de manter a legalidade do negócio, atendendo às mais variadas exigências do Governo, é capaz, também, de ajudar os empreendedores a se planejarem. Isso acontece porque, desse modo, são capazes de acompanhar muito do que acontece na empresa e, assim, tomarem decisões cada vez mais assertivas, baseadas em números – isto é, em fatos concretos.

Você, sem dúvidas, já reparou qual operação costuma gerar mais lucro para o seu negócio, investindo nela e, é claro, já modificou alguma dando prejuízo, não é mesmo?

E quais os riscos a que o empresário está sujeito se não se atentar a isso?

É verdade que alguns empreendedores, principalmente aqueles com micro ou pequenas empresas, veem a preocupação em se manter em dia com as obrigações contábeis como algo secundário, valorizando outros aspectos da empresa. Os riscos que acabam correndo, no entanto, não compensam.

Em primeiro lugar, caso sejam descobertos, os inadimplentes podem ter que pagar, além dos próprios tributos, multas e juros altos, o que pode lhes trazer problemas de viés econômico. Além disso, passa a ser mais difícil, quando não impossível, conseguir empréstimos ou outros acordos com bancos e demais instituições financeiras.   

Conclusão: evitar dores de cabeça desnecessárias e ainda manter sua empresa em dia com as respectivas obrigações, por exemplo, fiscais e tributárias, resolvendo problemas, se adequando a novidades e até otimizando a gestão contábil como um todo, exige que uma série de tarefas específicas sejam realizadas e demanda comprometimento. Os responsáveis por isso são, justamente, os profissionais da contabilidade.

Ou seja, para eles é importante que se mantenham atualizados ao passo que, para você, enquanto empreendedor, é importante compreender o valor de bons contadores para o desenvolvimento dos negócios, e estar disposto a seguir atuando junto com esses colaboradores, seja a sua empresa pequena ou grande.

Saiba como e quais as vantagens
de se associar ao Sescon MG


* campos obrigatórios