Registro Digital permite à Junta Comercial reduzir gastos

 

Registro Digital permite à Junta Comercial reduzir gastos

Com maioria dos protocolos feitos por site, seis unidades do interior serão fechadas

A Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg) informa que, em alinhamento com a política econômica do governo do Estado na busca pela contenção de despesas e melhoria da qualidade do serviço prestado ao cidadão, fechará gradativamente as seis unidades próprias de atendimento ao público no interior do Estado. As instalações estão localizadas nos municípios de Juiz de Fora, Uberlândia, Varginha, Governador Valadares, Uberaba e Montes Claros. A Jucemg afirma, contudo, que o atendimento presencial a empresários dessas regiões continuará sendo prestado normalmente por servidores da Junta, que autuarão em dependências de outros órgãos e entidades parceiras do governo estadual.

A unidade própria de Belo Horizonte e os outros postos de atendimento espalhados pelas diversas regiões do Estado continuarão funcionando, dentre os quais se destacam a Sala Mineira do Empreendedor e as Unidades Jucemg Minas Fácil.

A Jucemg informa ainda que a medida se deve à ociosidade dos espaços físicos das instalações próprias de atendimento do interior, resultado do contínuo e bem-sucedido processo de informatização dos serviços prestados pelo órgão, em especial o Registro Digital de empresas. Para fins de comparação, das mais de 304 mil solicitações protocoladas este ano na Jucemg, 99,81% foram feitas pelo site www.jucemg.mg.gov.br. Desse total de solicitações recebidas em 2019, apenas 340 foram protocoladas presencialmente nas seis unidades próprias do interior citadas.

Por fim, a Jucemg reafirma que prima pela absoluta transparência e legalidade na prestação de serviços aos empresários mineiros, sempre com o objetivo de construir o melhor ambiente de negócios e fortalecer a economia do Estado.

Saiba como e quais as vantagens
de se associar ao Sescon MG


* campos obrigatórios